Segundo apuração da Agência Pública, 19 candidatos autistas pleitearam cargos de vereador(a) pelo Brasil nas eleições municipais de 2020. Isso foi um passo praticamente inédito na história do nosso país e no ativismo do autismo. Foram candidaturas em várias legendas de todo o espectro político, como a UP, PCdoB, PDT, PTC e PSL.

Inicialmente, nenhum dos 19 candidatos conseguiu vencer. Mas ocorreu uma exceção, em Guarulhos (SP). Jorginho Mota, do Partido Trabalhista Cristão (PTC), tinha recebido uma quantidade de votos suficientes para se eleger, mas teve problemas documentais na Justiça. Em 1 de dezembro, no entanto, sua candidatura foi deferida e ele assumirá em janeiro.

Jorginho nasceu em 1977 e já tinha sido cogitado a ser candidato a vice-prefeito no cenário político de sua cidade. Além de autista, também é pai de autista e afirma em suas redes sociais que seu diagnóstico é recente. Guarulhos, de acordo com o IBGE, tem a 13º maior população do Brasil, com quase 1,4 milhão de habitantes.