Morre psiquiatra autor do primeiro estudo de prevalência de autismo na América Latina PDF Imprimir E-mail
Artigos e Notícias - Notícias
Escrito por Paiva Junior   
Seg, 04 de Julho de 2011 20:26
Share

Morreu dia 2.julho.2011, em São Paulo, o psiquiatra Marcos Tomanik Mercadante, com 51 anos. Professor e doutor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e com pós-doutorado na Universidade de Yale (EUA), o psiquiatra da infância era um ícone no estudo de autismo no Brasil.

 

Psiquiatra da infância Marcos Tomanik Mercadante

Um dos seus últimos trabalho publicados, em fevereiro deste ano, foi o primeiro estudo de prevalência de autismo na América Latina, realizado com amostragem na cidade de Atibaia, SP. Ele também foi o idealizador da ONG Autismo & Realidade (A&R), também em São Paulo, formada em 2010 por profissionais e pais de autistas, com o objetivo de difundir conhecimento atualizado sobre a síndrome, com campanhas e atividades, além de apoiar estudos científicos na área. "Não só a ciência, mas também pacientes, familiares e profissionais perderam um homem dedicado, determinado e com uma visão peculiar que contribuiu para a causa do Autismo no Brasil e no mundo", disse Paula Bauducci de Oliveira, vice-presidente da A&R, em sua mensagem no site da ONG (veja a mensagem completa).

A Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) declarou que "Mercadante contribuiu imensamente para o desenvolvimento da psiquiatria infantil no país. Suas ideias e suas atividades de pesquisa e ensino influenciaram definitivamente aos profissionais que atuam no Brasil com crianças e adolescentes com transtornos mentais e autismo" (veja a íntegra, no site da ABP).

A última entrevista concedida por ele foi publicada no mês passado, na edição 184 da revista Pesquisa Fapesp, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, com o título "O cérebro no autismo" (veja no site ou na versão em PDF).

Com sua morte, a sociedade perde um grande profissional e as famílias de pessoas com autismo perdem uma valiosa pessoa.

 

CURRÍCULO

 

Mercadante possuia graduação em Medicina pela Universidade de São Paulo (USP), mestrado em Psicologia (Psicologia Clínica) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e doutorado em Psiquiatria pela USP. Era médico pesquisador da USP, professor da pós-graduação da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM/Unifesp), pesquisador associado da Yale University (EUA) e foi professor adjunto da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Com experiência na área de Medicina, com ênfase em Psiquiatria da Infância, atuou principalmente nos seguintes temas: autismo e transtorno invasivo do desenvolvimento (TID), transtorno obsessivo compulsivo (TOC), diagnóstico, e coréia de Sydenham.

Em 2010 recebeu o prêmio "Prof. Zaldo Rocha", da Associação Brasileira de Psiquiatria, participou e publicou livros como "Autismo e Cérebro Social", pela editora Segmento Farma em 2009, "Psicofarmacologia da Criança" em 2005 e "Negociando o Diagnóstico Clínico" em 1995, ambos pela editora Memnon.

 

 

CONTEÚDO EXTRA

Morre psiquiatra autor do primeiro estudo de prevalência de autismo na América Latina
© Permitida a reprodução deste conteúdo sem necessidade de prévia autorização, desde que citando-se claramente o autor e a fonte: Revista Autismo, com link para esta página.
Última atualização em Qua, 06 de Julho de 2011 10:54